Feiras livres dentro de condomínio

Data: 30/05/16

Autor: Luana Caldeira

Feiras livres dentro de condomínio -01

Condomínios-clube estão surgindo e, a cada novo empreendimento, é possível se surpreender com a quantidade de serviços oferecidos. Academia, piscina, salão de festas e churrasqueira já não atendem as necessidades de muitas famílias: agora, é possível encontrar condomínio com pet shop, restaurante, salão de beleza e a última novidade são as feiras livres.
A tendência de feiras de alimentos em condomínios se iniciou em São Paulo e hoje já é possível encontrá-las em outras partes do Brasil. Na verdade, não se trata de um serviço nativo do condomínio, e sim de um acordo entre os moradores para tornar a vida mais cômoda. Isso significa que, até então, não existe um espaço destinado específico com esse objetivo quando o condomínio é construído. As feiras são montadas nas áreas comuns ou até mesmo na garagem.
Além de trazer benefícios para os moradores, que poderão fazer feira sem sair de casa, essa iniciativa está agradando também os comerciantes. O mercado pode ser tão lucrativo que já existem negócios voltados para realização de feira em condomínios de grande porte.
Normalmente a articulação da feira é feita em um acordo entre o síndico e os feirantes, e pode ou não haver custo. No entanto, é comum que o condomínio cobre um valor simbólico para suprir custos com iluminação e limpeza.
Os feirantes podem ou não ser moradores do condomínio. Quando existe a intenção de um morador em ser comerciante na feira, é comum que a administração do condomínio lhe dê preferência, mas não é uma regra: como todo negócio, o que importa é a qualidade e o preço.
Vantagens para os moradores
Os membros do condomínio terão acesso a frutas, legumes, verduras, carnes e diversos outros produtos sem sair de casa. Isso proporciona segurança, sentimento de comunidade no condomínio e, principalmente, comodidade.
Dificuldade para o condomínio
Antes de mais nada, o condomínio precisa aprovar a realização dessas feiras com os condôminos. Através de uma assembleia, o síndico ou algum morador deverá propor a execução de uma feira no condomínio e, por maioria simples, os membros do condomínio presentes na reunião deverão deliberar sobre o assunto.
Para aprovar o mérito, o síndico precisa avaliar todas as esferas dessa proposta. Os benefícios para os moradores são claros, mas será que vale a pena para o condomínio? Segurança, local para receber as barracas e logística são apenas as primeiras questões que devem ser levantadas.
Uma vez aprovadas, o condomínio precisa encontrar feirantes qualificados e dispostos a expor seus produtos dessa forma inovadora. E, por último, o síndico deve ficar sempre atento às edições do evento, para garantir a melhor qualidade para os moradores do condomínio.
Baixe a Cartilha de Convivência em Condomínios e ajude a sua gestão.

Discussão

0 comentários